Deus de montes e Deus de valesvale

 

 

As batalhas que enfrentamos freqüentemente afloram a nossa fraqueza. Algumas vezes provocam desgaste e confusão. Se fizéssemos um gráfico das nossas vidas estes momentos representariam aqueles pontos lá embaixo.

Ainda assim, Deus não está menos conosco nas dificuldades do que em qualquer outro momento. Na verdade, estes momentos de vale fazem tanto parte da vontade de Deus quando as experiências no topo da montanha.

Em I Reis 20:21 - 23, achamos uma história que esclarece isso:

E saiu o rei de Israel, e feriu os cavalos e os carros; e feriu os sírios com grande estrago. Então o profeta chegou-se ao rei de Israel e lhe disse: Vai, esforça-te, e atenta, e olha o que hás de fazer; porque no decurso de um ano o rei da Síria subirá contra ti. Porque os servos do rei da Síria lhe disseram: Seus deuses são deuses dos montes, por isso foram mais fortes do que nós; mas pelejemos com eles em campo raso, e por certo veremos, se não somos mais fortes do que eles!

 

O inimigo disse que Israel só teve vitória porque o seu Deus era Deus das montanhas, mas se pelejassem contra Israel nos vales eles poderiam derrotá-los. O inimigo estava insinuando que só serviremos e prevaleceremos com Deus se as situações nos forem favoráveis e confortáveis. Então o homem de Deus se aproximou e falou ao Rei de Israel:

E chegou o homem de Deus, e falou ao rei de Israel, e disse: Assim diz o SENHOR: Porquanto os sírios disseram: O SENHOR é Deus dos montes, e não Deus dos vales; toda esta grande multidão entregarei nas tuas mãos; para que saibas que eu sou o SENHOR.

Não importa o que o inimigo diga a você, o nosso Deus é Deus das montanhas e também dos vales. Ele nunca deixará de ser Deus quando temos que estar ou passar por um vale.

Ele é o Deus da glória quando manifesta o seu poder e seus milagres. Nos vales Ele revela-se a si mesmo como Fiel, sustentador da aliança, comprometidamente leal conosco nas nossas dificuldades e desgastes.

Em qualquer situação ou circunstancia Ele é o nosso Deus!

Quando estamos no topo do monte da nossa experiência cristã, podemos ver com clareza o nosso futuro. Temos perspectiva e confiança. Quando estamos nos vales da vida, a nossa visão é limitada e parece que o nosso futuro está escondido ou incerto.

Mas lembrem-se, os vales são os lugares mais férteis da terra!

Vales nos fazem frutificar. Podemos esperar por uma colheita de virtudes quando Deus habita conosco nos vales.

A auto-estrada para Sião

Salmos 84:5 - 6

Bem-aventurado o homem cuja força está em ti, em cujo coração estão os caminhos aplanados. Que, passando pelo vale de Baca, faz dele uma fonte; a chuva também enche os tanques.

Baca significa choro, lamentação. Todos nós vivemos momentos de choro quando nosso coração e esperança parecem esmagados.

Deus quer fazer caminhos aplanados nos nossos corações, na verdade uma auto-estrada para Sião. Então, passamos pelos vales e não precisamos viver neles, mas aprender a desfrutar deles.

Passando pelo vale de Baca... Uma vez que estamos do outro lado do choro, o nosso Redentor transforma a nossa experiência de vale numa fonte, num manancial cujas águas nunca faltam.

AS MESMAS COISAS QUE NOS ESMAGARAM IRÃO A SEU TEMPO TRAZER REFRIGÉRIO E UMA NOVA PERSPECTIVA PARA VIDA!

Se estamos experimentando os lugares altos do sucesso e poder ou estamos no vale da fraqueza e do desespero, o Senhor é o nosso Deus continuamente.

Será que o inimigo tem te isolado levando você a duvidar do Amor de Deus? Nunca se esqueça que enquanto éramos pecadores o Senhor morreu por nós. O seu Amor é incondicional e real!

O Amor de Deus não apenas nos redime das provas difíceis para nos trazer bem estar, mas também nos treina para libertar outros.

Como que alguém é realmente preparado para um ministério de obras poderosas? Pode ter certeza que este treinamento envolve preço e sofrimento.

Jesus foi homem de dores, experimentado em trabalhos, desprezado, mas foi assim que Ele se tornou o Sumo Sacerdote da nossa confissão.

Deus toma as nossas tristezas e dores e alarga o nosso coração com compaixão e unção.

A prova de Jose

Considere José. Filho favorito de Jacó tinha sonhos e visões de Deus. Alguém genuinamente chamado. Mas como que este chamado de fato se processou e viabilizou?

Foi traído pelos irmãos, deixado para morrer num poço. Depois foi vendido como escravo, injustamente acusado por Potifar e preso.

Foi esquecido por todos, mas não pelo poderoso de Jacó que pacientemente o mediu e avaliou em todas as suas reações no vale das provas e dificuldades.

Rico ou pobre, abençoado ou despojado, José serviu a Deus. Foi julgado diante dos homens, mas foi achado inocente diante de Deus.

Tudo que ocorreu na vida de José parecia cruel e injusto, exceto que o Senhor Deus estava formando um homem para realizar o seu propósito na Terra.

Na verdade não podemos ver o propósito de Deus enquanto estamos no vale. É necessário sustentar a fé nas promessas de Deus.

Gênesis 41:51- 52

José gerou dois filhos. O primogênito se chamou Manassés, que quer dizer “Deus me fez esquecer a minha tribulação e de todos da casa de meu Pai”.

É algo maravilhoso a capacidade que Deus tem de transformar todas as coisas para o bem daqueles que o amam. Deus pode fazer tudo cooperar.

O seu segundo filho foi Efraim, que quer dizer “Deus me fez prosperar na terra da minha aflição”.

Deus o fez frutífero em todas as coisas em que foi afligido. Na terra da sua aflição, na sua batalha, este é o lugar onde Deus vai fazê-lo frutífero.

Deus não prometeu nos manter em vales e sofrimentos, mas prometeu nos fazer frutíferos neles.

Certamente todos passaremos por alguns vales antes de chegarmos naquele lugar final que Ele tem para cada um de nós.

Tudo que precisamos é sustentar um coração fiel durante as provas. A sua cura vai nos levar a esquecer de todo trauma do passado e vamos prosperar na terra da nossa aflição.

O nosso destino é Sião: um lugar alto e espaçoso.

Salmos 66:10-13

Pois tu, ó Deus, nos provaste; tu nos afinaste como se afina a prata. Tu nos puseste na rede; afligiste os nossos lombos, Fizeste com que os homens cavalgassem sobre as nossas cabeças; passamos pelo fogo e pela água; mas nos trouxeste a um lugar espaçoso. Entrarei em tua casa com holocaustos; pagar-te-ei os meus votos.

Shalom

Apóstolo Túlio Borges

Ministério Internacional Ágape